António Costa encara Mundial2018 com todo o otimismo

Publié le 5 juin 2018

O primeiro-ministro português, António Costa, disse hoje que Portugal tem razões para ter todo o otimismo na participação da seleção no Mundial2018 de futebol e que o título de campeão europeu não deve pesar na Rússia.

“Desejei obviamente o que todos os portugueses desejam à seleção, o melhor. Independentemente do resultado final, que todos desejamos que seja o melhor, é fundamental que todos eles se realizem enquanto excelentes profissionais que são, que seguramente representarão Portugal com toda a dignidade e todo o profissionalismo como têm feito”, disse António Costa.

O governante, que falava após visitar a seleção portuguesa, na Cidade do Futebol, em Oeiras, disse que o facto de Portugal ser campeão europeu “é uma responsabilidade, mas não pode criar um peso”.

“Temos de entrar em campo com a alegria, o saber jogar e a qualidade que estes profissionais sempre demonstraram, quer ao serviço da seleção nacional, quer ao serviço dos seus clubes. Temos todos os motivos para encarar este Mundial com todo o otimismo, toda a confiança, com uma enorme honra que é estarmos novamente no Mundial”, referiu.

António Costa elogiou ainda o trabalho da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e da seleção, que considerou um “excelente exemplo do que deve ser o futebol e o desporto, que deve ser profissionalismo, dedicação, esforço, mas um grande ‘fair play’, que estes profissionais sempre têm demonstrado e vão demonstrar na Rússia”.

“Eu acho que a forma como a FPF tem demonstrado e sabido gerir o futebol português, aquilo que é o desempenho extraordinário dos nossos atletas, sejam os que jogam em Portugal, sejam os que em grandes clubes do mundo, devia servir de referência para aquilo que queremos que seja o futebol. O futebol tem de ser isso. Não é por acaso que é o desporto que mais pessoas apaixona no mundo inteiro e é preciso que assim continue a ser. É um jogo extraordinário quando é jogado dentro das quatro linhas”, assumiu.

Questionado sobre as polémicas atuais do futebol português, Costa considerou que “há um problema geral” e disse esperar que o defeso “sirva para haver uma reflexão” para que todos possam “começar a próxima época devidamente concentrados no que se importa que é o que se passa dentro das quatro linhas”.

O primeiro-ministro disse que vai assistir ao terceiro encontro de Portugal na Rússia, frente ao Irão, depois de o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, estar na partida de estreia, com a Espanha, numa altura em que António Costa vai estar nos Estados Unidos.

“Eu irei aos oitavos de final, o presidente da AR irá aos quartos de final, o Presidente da República às meias-finais e depois iremos todos à final com certeza”, disse, entre risos, Costa.

Portugal está integrado no Grupo B do Mundial2018, juntamente com Espanha, com quem se estreia em 15 de junho, quatro dias antes de jogar com Marrocos, fechando a presença na fase de grupos, frente ao Irão, em 25 do mesmo mês.

Alfa/Lusa.


Opinions des lecteurs

Laisser un commentaire


Rádio Alfa FM 98.6 Paris (On Air)

La radio de la lusophonie et des échanges interculturels de toute l'île de France

Piste actuelle
TITRE
ARTISTE

Background