Carro atropela e mata família emigrante na Figueira da Foz

Carro atropela e mata família emigrante na Figueira da Foz. « Artur Fajardo, 48 anos, e a enteada, de 19, morreram. A filha, de 12, está em estado grave », informa o Correio da Manhã na sua edição desta quarta-feira.

Homem atropela e mata família de emigrantes na Figueira da Foz

« A imagem dos corpos de Artur Fajardo, 48 anos, e da enteada Beatriz Cação, de 19, caídos na estrada após terem sido brutalmente atropelados por um carro em Pedros, Figueira da Foz, vai ficar « para sempre » na memória dos moradores da aldeia. Ao acidente sobreviveu a filha, de 12 anos, que está no Hospital Pediátrico de Coimbra com prognóstico reservado », acrescenta o mesmo jornal.

A família foi colhida violentamente por um carro na noite de segunda-feira. As vítimas foram projetadas vários metros. Artur Fajardo morreu no local. Beatriz ainda foi levada ao hospital, mas acabou por morrer.

« Artur Fajardo, pintor da construção civil, estava emigrado em França, estando de férias em Pedros. « Veio ver a mãe e ia regressar quarta-feira [hoje] a França », recorda o amigo Jorge Romão », informa o CM.

O condutor, também emigrante, mas no Luxemburgo, será natural de Brenha, Figueira da Foz, acrescenta o jornal.

Os moradores da zona do acidente reclamam medidas de segurança após mais uma tragédia na EN109 em Pedros. Dulce Cardoso diz que o marido já perdeu ali seis familiares: « A família dele morreu quase toda aqui atropelada ».  A moradora lamenta que não exista « uma passadeira, ou um semáforo ».
O CM publica as fotos das vítimas mortais, designadanente de Beatriz Cacão:
td-main-content-wrap
Article précédentBrasil aberto a receber apoio internacional para Amazónia, mas impõe condições
Article suivantMais de 90 mil pessoas pediram nacionalidade portuguesa em apenas seis meses