A França enfrenta uma onda histórica de incêndios florestais

O maior deles é no departamento da Gironde (sudoeste), onde cerca de sete mil hectares de floresta já arderam.

Mais de mil bombeiros estão mobilizados no combate às chamas. Segundo um balanço divulgado esta manhã, cerca de 12 mil pessoas tiveram que deixar as suas casas.

O presidente Emmanuel Macron reagiu no Twitter, apelidando os bombeiros de ‘Nossos Herois.

 

Macron disse que Alemanha, Grécia, Polónia, Roménia e Áustria iriam enviar ajuda para combater os incêndios.

Pouco tempo depois, a Comissão Europeia anunciou que quatro aviões da frota europeia,  iriam participar nas operações.

A primeira-ministra francesa, Élisabeth Borne, e o ministro do Interior, Gérald Darmanin, visitam a região da Gironde para levar apoio à população e monitorar a ação dos bombeiros.

Desde o início de julho, os moradores do sudoeste enfrentam temperaturas de 40°C e convivem com o receio dos incêndios destruírem as suas casas.

A situação é tão alarmante que o ministro do Interior fez um apelo às empresas para que possam libertar os bombeiros voluntários, para complementar as equipas que lutam contra as chamas.

 

 

Com BFMTV.

 

td-main-content-wrap
Article précédentCerca de 10.000 hectares já arderam na Serra da Estrela
Article suivantGil Vicente goleia Riga e apura-se para o ‘play-off’ da Liga Conferência Europa