A lição de bondade de Cantona na Web Summit, em Lisboa

CANTONA QUER MUDAR O MUNDO (nota do Expresso) – mais informação sobre a Web Summit em expresso.pt

“E se toda a gente que está aqui doasse 90 minutos por semana, a duração de um jogo de futebol, para mudar o mundo?” Foi assim que o ex-futebolista Éric Cantona interpelou a plateia para dar a conhecer a Common Goal, um movimento que desafia os futebolistas e pessoas ligadas àquele desporto a doarem 1% do salário para a comunidade. O ex-número 7 do Manchester United é o embaixador da causa.

“Nunca falei com os meus irmãos sobre dinheiro ou fama, era sobre paixão, sobre ganhar… Fiquei a saber que alguns pais agora falam de dinheiro e fama aos filhos. Dinheiro, pobreza, crescimento… Estamos a perder a essência do jogo”, atirou, fazendo a cama para o tema importante. Se em tempos Sócrates, craque brasileiro do futebol, disse que as suas pernas amplificavam a voz (que pedia liberdade no voto e justiça social), agora é a vez de Éric Cantona pedir algo semelhante: que o futebol ofereça mais dignidade ao mundo. Um por cento de cada vez.

td-main-content-wrap
Article précédentQuotas de imigrantes: França adota aquilo com que Portugal quer acabar
Article suivantHuawei critica “pressão transatlântica” e pede que UE tome decisões “inteligentes”