A pandemia, as eleições, a crise, as Comunidades e Portugal. Marcelo em entrevista

Em entrevista exclusiva à Rádio Alfa, Marcelo Rebelo de Sousa, atual Presidente e de novo candidato a Belém, falou da gravidade da situação sanitária em Portugal, da crise, da importância que as remessas dos emigrantes tiveram no passado para o país e de eles continuarem agora ligados e a prosseguir com investimentos em Portugal.

Defende a revisão do sistema eleitoral – designadamente no estrangeiro, onde considera a situação “absurda” com apenas o voto presencial nos consulados. Propõe também o voto por correspondência e até o eletrónico  e diz que isso ainda não foi feito porque há muitas resistências no país para mudar as coisas – resistências que ele afirma não perceber.

Refere que a pandemia e a forte abstenção que se espera nestas eleições podem ter influência no resultado final das presidenciais.

Favorito das sondagens para vencer na primeira volta do próximo domingo diz que “até ao lavar dos cestos há vindima”.

O candidato afirma que as pessoas “estão a sofrer com a pandemia” e podem “reagiar emocionalmente” nas eleições, responsabilizando alguem pela situação difícil em que se encontram.

Entrevista à Rádio Alfa, realizada nas instalações da Universidade Nova de Carcavelos, para ouvir e ver esta quarta, 20, a partir das 18h10.