Advogado assume: Rui Pinto está por detrás do Luanda Leaks

Publié le 27 janvier 2020

William Bourdon, advogado de Rui Pinto e presidente da PPLAAF, uma plataforma de proteção de whistleblowers em África, revelou ao Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação, ICIJ, que o português é a fonte da fuga de informação sobre Isabel dos Santos

Exclusivo para Portugal do Expresso; por

MARIA FECK – Rui Pinto continua em prisão preventiva em Portugal

Rui Pinto, o whistleblower dos Football Leaks, foi nomeado como a fonte por detrás dos Luanda Leaks, uma exposição global sobre o saque da riqueza de Angola pela mulher mais rica de África e pela sua família.

Liderado pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação, ICIJ ((www.icij.org), e com a participação de 36 órgãos de comunicação social em 20 países, incluindo o Expresso e a SIC em Portugal, o Luanda Leaks revelou como Isabel dos Santos acumulou uma fortuna de mais de dois mil milhões de dólares.

A investigação teve por base um conjunto de mais de 715.000 documentos fornecidos pela Plataforma para a Protecção de Whistleblowers em África (PPLAAF), uma organização com sede em Paris.

Na sequência da publicação da investigação, as autoridades angolanas constituíram Isabel dos Santos como arguida. Indiciaram-na de desvio de fundos públicos durante os seus 18 meses de mandato à frente da Sonangol, a companhia petrolífera estatal angolana.

Isabel dos Santos nega as acusações.

Esta segunda-feira, William Bourdon, o advogado e presidente da PPLAAF, revelou que Rui Pinto, autor do site Football Leaks, tinha fornecido à sua organização os documentos do Luanda Leaks.

Num comunicado, Bourdon, que também representa Rui Pinto como advogado de defesa, disse: “O PPLAAF está satisfeito por, mais uma vez, um whistleblower revelar ao mundo actos que vão contra o interesse público internacional”. E sublinhou: “Tal como no caso do Football Leaks, estas revelações devem permitir o lançamento de novas investigações judiciais e assim ajudar na luta contra a impunidade dos crimes financeiros em Angola e no mundo.”

Continue a ler este artigo em expresso.pt


Rádio Alfa FM 98.6 Paris (On Air)

La radio de la lusophonie et des échanges interculturels de toute l'île de France

Piste actuelle
TITRE
ARTISTE

Background