Bolsonaro critica silêncio de Macron sobre incêndios na Austrália

Bolsonaro critica silêncio de Presidente francês sobre incêndios na Austrália

ADRIANO MACHADO/REUTERS

“Macron falou alguma coisa até agora? Falou em colocar em dúvida a soberania da Austrália?”, questionou-se o Presidente brasileiro, aludindo às críticas feitas pelo homólogo francês durante os incêndios na Amazónia no ano passado. Bolsonaro disponibilizou-se a ajudar a Austrália no combate aos incêndios que já provocaram pelo menos 19 mortos

Alfa/Expresso. Por Hélder Gomes

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, criticou esta quinta-feira o silêncio do seu homólogo francês, Emmanuel Macron, sobre os incêndios na Austrália.

“Macron falou alguma coisa até agora?”, perguntou Bolsonaro na sua transmissão semanal no Facebook. “Falou em colocar em dúvida a soberania da Austrália?”, acrescentou, aludindo às críticas feitas pelo Presidente francês durante os incêndios na Amazónia em agosto e setembro do ano passado.

Na altura, Bolsonaro acusou a França de “colonialismo” e reiterou a soberania do Brasil sobre a Amazónia, depois de Macron ter criticado a falta de resposta brasileira à destruição de vastas áreas da maior floresta tropical do mundo.

Face às reações da comunidade internacional, o Brasil tentou minimizar o impacto dos incêndios na Amazónia e Bolsonaro acusou mesmo as organizações não-governamentais de os terem provocado.

Antes das declarações presidenciais desta quinta-feira, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, já tinha publicado no Twitter nos últimos dias uma série de críticas, em francês e em português, ao “silêncio” de Macron.

“O mundo lamenta a tragédia dos incêndios na Austrália e as vidas perdidas, e o silêncio de Macron e dos Verdes europeus é a prova de que nunca se tratou de preservação ambiental e sim de ideologia e mentiras », escreveu.

Na sua transmissão ao vivo, Bolsonaro questionou-se ainda se a jovem ativista sueca Greta Thunberg, que recentemente descreveu como “pirralha”, se referiu aos incêndios.

O Presidente brasileiro disponibilizou-se a ajudar a Austrália a combater os incêndios que já provocaram pelo menos 19 mortos, sem, no entanto, apresentar detalhes sobre essa ajuda.

td-main-content-wrap
Article précédentMorte de General iraniano num ataque americano. Vai haver « vingança » contra os EUA – Irão
Article suivantFilme francês nomeado para Globo de Ouro mostra violência nos subúrbios de Paris