Coletes amarelos. ONU pede à França que investigue o “uso excessivo da força policial”

Publié le 6 mars 2019

Governo francês espanta-se com críticas da Organização das Nações Unidas. Benjamin Griveaux, porta-voz do Governo, diz estar espantado por o país ser “citado numa lista entre a Venezuela e o Haiti, onde houve mortos”.

Lors d’une manifestation de « gilets jaunes » à Bordeaux, le 2 mars.
Foto:  MEHDI FEDOUACH / AFP

As críticas à “repressão” das manifestações dos Coletes Amarelos, em França, foram feitas pela Alta Comissária para os Direitos do Homem da ONU, Michelle Bachelet.

(Nesta foto, o luso-francês Jérôme Rodrigues, que perdeu um olho durante uma manifestação – foto Daniel Ribeiro)

A Alta Comissária pediu à França, nesta quarta-feira, que faça um “inquérito aprofundado” sobre as “violências policiais” durante as manifestações dos Coletes Amarelos.

Michelle Bachelet falava durante uma reunião do Conselho dos Direitos do Homem, em Genebra.

“Encorajamos o Governo francês a prosseguir o diálogo e pedimos urgentemente um inquérito aprofundado sobre todos os casos reportados em ligação ao uso excessivo da força”, disse a alta funcionária da ONU, antes de concluir:

“Os ‘coletes amarelos’ manifestam-se contra o que eles consideram, como a sua exclusão dos direitos económicos e de participação nos assuntos políticos”.

Benjamin Griveaux, porta-voz do Governo, diz estar espantado por o seu país ser “citado numa lista entre a Venezuela e o Haiti, onde houve mortos”.

O ministro acrescentou que foram lançados inquéritos “sempre que foi necessário”. E sobre o apelo ao diálogo afirnou: “É precisamente o que estamos a fazer com o grande debate nacional”

 

 

 

 

 

 

 


Opinions des lecteurs

Laisser un commentaire


Rádio Alfa FM 98.6 Paris (On Air)

La radio de la lusophonie et des échanges interculturels de toute l'île de France

Piste actuelle
TITRE
ARTISTE

Background