Continua a crescer a colecção de medalhas de Fernando Pimenta

Publié le 25 mai 2019

Canoísta português conquistou o ouro em K1 1000 metros e K1 500 metros, na Taça do Mundo, em Poznan.

O canoísta Fernando Pimenta assumiu-se neste sábado como a grande figura do terceiro dia da Taça do Mundo de velocidade, que decorre em Poznán, na Polónia. O atleta português começou por conquistar a medalha de ouro na categoria K1 1000 metros e, pouco depois, ainda a recuperar do esforço do primeiro triunfo, repetiu a dose em K1 500 metros.

Depois de se ter apurado para a final de K1 1000 metros com o tempo de 3m35,233s, vencendo a terceira meia-final de sexta-feira, Fernando Pimenta voltou a mostrar-se mais forte do que a concorrência na corrida das medalhas. O minhoto passou aos 500m em 1m40,65s, aos 750m em 2m34,44s e garantiu o ouro com 3m27,544s. Depois de ter vencido, já neste ano, a Taça de Portugal na mesma distância, o canoísta do Benfica elevava, assim, para 11 as medalhas de ouro alcançadas em Taças do Mundo , suplantando o bielorrusso Aleh Yurenia e o checo Josef Dastal.

“Foi quase perfeito. De início senti-me um pouco estranho, porque o vento provocou mais ondulação. Na linha de partida comecei a sentir a corrente de frente, não tinha grande estabilidade e não fiz uma grande partida. Ao fim dos primeiros 100m cheguei à frente e depois procurei controlar, porque ainda tinha a final dos 500m”, sublinhou.

Não foi preciso esperar muito pelo 12.º ouro de Pimenta. Precisamente nessa segunda prova, que também contou com a presença do português João Ribeiro (foi sétimo, com 1m41,590s), registou o tempo de 1m38,574s, impondo-se ao alemão Tom Liebscher (1m39,206s) e ao sul-africano Chrisjan Coetzee (1m40,134s).

“Mais uma corrida incrível. Foi difícil, porque estão cá os melhores do mundo. Demos um grande espectáculo para atrair mais atenções para a modalidade”, comentou, em declarações à organização da prova, o mais medalhado canoísta nacional da actualidade, que no ano passado se sagrou campeão do mundo de K1 1000 metros e K1 5000 metros.

De resto, no domingo (17h20, hora de Parisl) Fernando Pimenta encerrará a participação nesta Taça do Mundo precisamente com a prova mais longa, para a qual parte como um dos favoritos.

Mas houve mais portugueses a subirem ao pódio na jornada de sábado. Emanuel Silva e Messias Batista conquistaram a medalha de bronze em K2 500 metros ((1m29,170s), atrás dos franceses Guillaume Burger e Guillaume Decorchemont (1m28,026s) e dos australianos Riley Fitzsimmons e Jordan Wood (1m28,954s).

Alfa/Lusa.


Rádio Alfa FM 98.6 Paris (On Air)

La radio de la lusophonie et des échanges interculturels de toute l'île de France

Piste actuelle
TITRE
ARTISTE

Background