Covid-19/França. Mais 22.046 infetados e 160 mortos. Situação em Nice é “catastrófica”

Covid-19: França registou mais 22.046 casos de infeção e 160 mortos nos hospitais em 24 horas. O presidente da Câmara de Nice, Christian Estrosi, considerou que a situação sanitária na cidade é “catastrófica”. As unidades hospitalares de cuidados intensivos estão próximo da saturação (90,6%) e muitas intervenções cirúrgicas estão a ser canceladas.

 

facebook sharing button
A França registou em 24 horas (até ontem à noite) mais 22.046 casos de infeção com o vírus SARS-CoV-2 e 160 mortes associadas à covid-19, anunciou hoje a agência francesa de Saúde Pública.

Os números divulgados, quase idênticos aos da véspera, fazem subir o número total de contágios para 3,6 milhões e de mortes para 84.306.

A agência francesa de Saúde Pública acrescentou que nos últimos sete dias houve 9.362 internamentos hospitalares no país, dos quais 1.807 pacientes tiveram de ser encaminhados para unidades de cuidados intensivos (UCI).

A taxa de positividade do número total de testes realizados aumentou para 6,3%, dois décimos mais do que no dia anterior.

O Governo francês mantém que, face a estes números, ainda não chegou o momento de abrandar as restrições, tais como o recolher obrigatório das seis da noite até às seis da manhã, em vigor desde meados de janeiro.

Atendendo, por outro lado, ao nível de propagação da pandemia no departamento dos Alpes Marítimos, no sul do país, estão a ser preparadas novas medidas a aplicar, tais como um eventual confinamento aos fins de semana.

O presidente da Câmara de Nice, Christian Estrosi, considerou hoje na rede social Twitter que a situação sanitária na cidade é “catastrófica”. As unidades hospitalares de cuidados intensivos estão próximo da saturação (90,6%) e muitas intervenções cirúrgicas estão a ser canceladas.

A taxa de incidência nos Alpes Marítimos encontra-se próxima dos 580 casos por semana por 100.000 habitantes, quase três vezes a média nacional de 197, enquanto a taxa de positividade, de acordo com os números de sexta-feira, atinge 10,4%.

(Sobre o impacto da situação em Nice, ouça amanhã, terça-feira, 23, na Rádio Alfa, a crónica de Pascal de Lima):

O impacto de um confinamento em Nice, que pode ser o laboratório para o resto do país. Opinião