Covid-19. Portugal em estado de emergência para “uma verdadeira guerra”

Publié le 18 mars 2020

Presidente da República portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou esta noite que Portugal entrou em estado de emergência, por 15 dias, devido à crise sanitária.

Já esta tarde, por larga maioria, a Assembleia da República aprovara o estado de emergência proposto pelo Presidente para responder à pandemia de Covid-19.

A crise provocada pelo novo coronavírus já contabiliza 642 casos confirmados em Portugal, mais 194 do que na terça-feira. Já morreram duas pessoas em Portugal devido ao Covid-19.

Nesta noite de quarta-feira, o Presidente da República decretou o estado de emergência em Portugal, por 15 dias, o que é uma medida excecional no território nacional.

O anúncio foi feito por Marcelo Rebelo de Sousa numa comunicação ao país, a partir do Palácio de Belém, em Lisboa, depois de ouvido o Conselho de Estado, ter obtido o parecer positivo do Governo e a aprovação do decreto pela Assembleia da República, em Lisboa.

O Presidente decretou o estado de emergência para o que disse ser “uma verdadeira guerra”.

“É uma decisão excecional num tempo excecional”, acrescentou o Presidente Marcelo.

A pandemia “vai ser mais intensa, vai durar mais tempo” do que as que “conhecemos”. “Está a ser, e vai ser, um teste nunca vivido ao nosso SNS e sociedade portuguesa, chamada a uma contenção e tratamento em família sem precedentes. Um desafio enorme para a nossa maneira de viver e para a nossa economia”.

Trata-se de “uma verdadeira guerra” que vai demorar a atingir o pico, recordou o presidente.

 


Rádio Alfa FM 98.6 Paris (On Air)

La radio de la lusophonie et des échanges interculturels de toute l'île de France

Piste actuelle
TITRE
ARTISTE

Background