Curiosidade. Galo Maurice vence processo

Publié le 5 septembre 2019

O tribunal francês autorizou esta quinta-feira o galo Maurice, cuja proprietária tinha sido processada pelos seus vizinhos, a ‘cantar’. A Justiça rejeitou a queixa dos vizinhos que acusaram a ave de acordá-los muito cedo. O caso ganhou repercussão mundial.

A sentença foi considerada como uma “vitória” das tradições rurais de França. “Maurice venceu e os queixosos terão que pagar mil euros à proprietária por danos morais”, declarou Julien Papineau, advogado da proprietária Corinne Fesseau, ao deixar o tribunal de Rochefort (sudoeste).

“Não tenho palavras. Vencemos. É uma vitória para todas as pessoas na minha situação. Espero que crie jurisprudência”, disse a dona do galo que ficou conhecido mundialmente. “Vai ser tudo protegido: sinos, sapos, patos etc.”, acrescentou Corine, referindo-se a outras queixas semelhantes.

Maurice tornou-se num símbolo da resistência rural em França, onde uma petição para apoiá-lo recebeu mais de 140.000 assinaturas.

De acordo com o advogado dos vizinhos, Vincent Huberdeau, “não é um julgamento da cidade contra o campo. É um problema de dano sonoro, como o galo, o cachorro, a buzina, a música. É um caso de barulho.” A dona do galo argumentou no tribunal que nunca havia recebido queixas sobre o cacarejo de Maurice. “Os galinheiros sempre existiram. Entre 40 vizinhos, incomoda apenas dois”, apontou. Para Fesseau, “o campo tem direito ao seus sons. O galo tem o direito de cantar”.

 

 

Alfa/RFI/EuroNews.


Rádio Alfa FM 98.6 Paris (On Air)

La radio de la lusophonie et des échanges interculturels de toute l'île de France

Piste actuelle
TITRE
ARTISTE

Background