Detido em França. Homicida português fingiu ser o irmão durante sete anos para fugir à polícia

Fingiu ser o irmão durante sete anos para escapar à polícia. Homicida detido em França por crimes cometidos em 2013.

A notícia é destacada hoje em Portugal no jornal Correio da Manhã.

« Depois de mais de sete anos em fuga e a fazer-se passar pelo irmão, Valdemar Silva ainda tentou ludibriar a polícia francesa ao ser parado numa operação stop. Não resultou. O homem, de 36 anos e suspeito de um homicídio em Viana do Castelo no início de 2013, foi detido e extraditado para Portugal, já com ação da PJ de Braga. Fica na cadeia em prisão preventiva.
O homicídio ocorreu em janeiro de 2013. O arguido, conhecido pela alcunha de ‘Nonó’, começou por esfaquear Márcio Matos, então com 22 anos, numa discussão na cidade de Viana. De seguida, Jorge Matos, irmão mais velho da vítima, foi com outros familiares até Monserrate, à casa do suspeito, e acabou por ser morto a tiro de caçadeira. Tinha 35 anos », escreve o CM.
« De seguida, o homicida fugiu para o estrangeiro, mantendo-se entre o Luxemburgo e França, onde tinha família emigrada », informa o CM.
td-main-content-wrap
Article précédentTwitter e Facebook censuram vídeo de Trump. Em causa o que ele disse sobre a Covid-19 e as crianças
Article suivantEmmanuel Macron visita Beirute dois dias depois das explosões que devastaram boa parte da cidade