“É um ramo de flores que ofereço a Paris”. Manuel Cargaleiro no seu “metro” de Paris. Reportagem/fotos/som/Alfa

Publié le 25 novembre 2019

O mestre português, Manuel Cargaleiro, pintor e ceramista, foi homenageado e condecorado pela Câmara de Paris e por Portugal, no dia em que foi inaugurada a extensão, em azulejos, da “sua” estação de metro Champs Elysées-Clémenceau. Eis o que disse no momento da inauguração:

 

A bela estação de metro Champs Elysées-Clémenceau é uma obra de arte de grande extensão que merece sem dúvida uma visita vagarosa e atenta. Se já conhecia antes, visite os novos azulejos agora dispoíveis:

 

A ministra portuguesa da Cultura, Graça Fonseca, numa sala reservada da estação, com Cargaleiro, antes da inauguração oficial da nova decoração da estação de metro no centro de Paris:

 

Imagem do momento da inauguração oficial dos novos azulejos de Cargaleiro na estação, antes de ser revelado o novo painel de azulejos do mestree. Anne Hidalgo com António Costa e o artista:

 

Manuel Cargaleiro nasceu a 16 de março de 1927 em Chão das Servas (Vila Velha de Ródão, Castelo Branco). Instalou-se em Paris em 1962. Foi amigo da pintora Maria Helena Vieira da Silva e é, hoje,  certamente, o mais famoso e um dos mais antigos artistas portugueses emigrados em França.

A estação de metro Champs Elysées-Clémenceau, no centro de Paris, merece sem dúvida uma visita.

Reportagem fotos e som DR/Rádio Alfa


Rádio Alfa FM 98.6 Paris (On Air)

La radio de la lusophonie et des échanges interculturels de toute l'île de France

Piste actuelle
TITRE
ARTISTE

Background