Fernando Santos confirma que Nuno Mendes falha o resto do Mundial

Portugal National team headcoach Fernando Santos during a press conference in Al-Shahaniya, Qatar, 01 December 2022. The FIFA World Cup 2022 takes place in Qatar from 20 November until 18 December 2022. JOSE SENA GOULAO/LUSA

O defesa Nuno Mendes vai falhar o resto do Campeonato do Mundo de futebol, devido a lesão, mas vai manter-se integrado na seleção portuguesa, confirmou hoje o selecionador nacional, Fernando Santos.

“Infelizmente, o Nuno Mendes vai estar fora deste Mundial, mas vai ficar connosco até ao final. O clube dele acedeu e o que ele poderia fazer lá [em termos de recuperação] pode fazer aqui também. Ele manifestou vontade de estar connosco. Isso reflete o estado de espírito e união deste grupo”, afirmou o técnico, em conferência de imprensa.

Fernando Santos falava aos jornalistas na antevisão ao encontro com a Coreia do Sul, da terceira jornada do Grupo H do Mundial2022, na sexta-feira, no qual o lateral esquerdo do Paris Saint-Germain já não participará.

O jogador sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda no decorrer da primeira parte da partida com o Uruguai e foi hoje dado “como indisponível” pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Na segunda-feira, na vitória ante o Uruguai (2-0), em Lusail, da segunda jornada do Grupo H, Nuno Mendes caiu no relvado perto do intervalo para pedir a substituição, saíndo, depois, em lágrimas para dar lugar a Raphaël Guerreiro.

Este foi, de resto, o primeiro encontro em que Nuno Mendes participou neste Mundial, uma vez que já tinha falhado a estreia lusa, frente ao Gana, igualmente devido a problemas físicos.

 

Pepe garante estar em pleno depois da lesão lhe ter tirado o sono

 

Portugal National team headcoach Fernando Santos (L) and his player Pepe during a press conference in Al-Shahaniya, Qatar, 01 December 2022. The FIFA World Cup 2022 takes place in Qatar from 20 November until 18 December 2022. JOSE SENA GOULAO/LUSA

O defesa Pepe confessou hoje que teve dificuldades em dormir no período em que esteve lesionado, com receio de falhar o quarto Mundial de futebol da carreira, mas assegurou que está nas melhores condições para servir a seleção.

Após se ter lesionado num treino do FC Porto, no início de outubro, o veterano central, de 39 anos, ficou várias semanas afastado da competição, na altura colocando-se a dúvida sobre se estaria em condições de ser participar na fase final.

“Quando me lesionei, não dormia. Queria recuperar o mais rápido possível, para poder estar aqui a disputar mais um Mundial na minha carreira e dar o contributo à minha seleção. Foi um caminho longo para estar aqui, mas agora é olhar em frente”, contou, em conferência de imprensa, de antevisão ao jogo com a Coreia do Sul, na sexta-feira.

De resto, o central agradeceu o contributo dos departamentos médicos do FC Porto e da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) na recuperação e, perante a insistência nas questões sobre a sua condição física, foi perentório.

“Se estou aqui, na seleção, é porque estou apto para poder jogar”, salientou o defesa, que não foi titular na estreia com o Gana, mas acabou por ser lançado de início frente ao Uruguai, face à lesão de Danilo Pereira.

Após participações nos Mundiais de 2010, 2014 e 2018, Pepe disse querer “desfrutar ao máximo” da quarta presença num Campeonato do Mundo, não revelando se este será o último em que jogará, e elogiou a nova geração de centrais lusos, entre os quais António Silva e Rúben Dias, que também estão integrados na seleção.

“Sou um privilegiado por poder jogar futebol. Temos grandes jogadores. Espero que o António possa fazer o seu percurso naturalmente, como fez o Rúben Dias quando foi ao Mundial da Rússia [em 2018, com 21 anos]. Quero desejar ao António a melhor sorte, porque será também a nossa sorte. Que possa jogar e ajudar Portugal”, disse.

Ronaldo volta ao relvado antes do duelo com a Coreia do Sul.

O futebolista Cristiano Ronaldo voltou hoje a estar disponível no treino de Portugal, depois de na véspera ter falhado a sessão de preparação para o jogo com a Coreia do Sul, o derradeiro no Grupo H do Mundial2022.

O capitão da seleção nacional, que na quarta-feira se limitou a fazer trabalho de recuperação e não subiu ao relvado, integrou a última sessão antes do duelo com os sul-coreanos, agendada para sexta-feira.

No centro de treinos de Al-Shahaniya, Fernando Santos contou com os 23 jogadores que estão disponíveis, sendo que nos 15 minutos abertos aos jornalistas, todos treinaram sem limitações, com os jogadores de campo a realizar aquecimento e exercícios com bola, e os tres guarda-redes a trabalharem junto de uma das balizas.

Nuno Mendes, Danilo Pereira e Otávio continuam a estar ausentes nos trabalhos da seleção, todos a recuperarem das respetivas lesões.

O lateral esquerdo vai mesmo falhar o resto do Mundial, na sequência da lesão muscular contraída frente ao Uruguai, embora se mantenha na comitiva lusa.

Portugal e Coreia do Sul defrontam-se na sexta-feira, a partir das 18:00 locais (15:00 em Lisboa), no Estádio Education City, em Doha, em jogo da terceira jornada do Grupo H do Mundial2022, que decorre até 18 de dezembro, no Qatar.

A equipa das ‘quinas’, que assegurou a qualificação para os oitavos de final com o triunfo sobre o Uruguai (2-0), lidera o grupo, com seis pontos, mais três do que o Gana, segundo, e mais cinco face a sul-coreanos, treinados por Paulo Bento, e uruguaios, que, à mesma a hora, defrontam os ganeses.

 

Com Agência Lusa.

td-main-content-wrap
Article précédentTour de 2024 deixará Paris e vai terminar com contrarrelógio em Nice
Article suivantMundial2022. Japão e Espanha do grupo E, Marrocos e Croácia grupo F qualificam-se