Festival de Berlim começa hoje com curta-metragem portuguesa em competição por Urso de Ouro

Publié le 7 février 2019

A 69ª edição do Festival de Cinema de Berlim arranca hoje, com “Past Perfect”, do português Jorge Jácome, a competir pelo Urso de Ouro de melhor curta-metragem e com outros filmes e uma série portuguesa incluídos na programação.

“Past Perfect”, que vai ter a sua estreia mundial no festival, estará em competição pelo galardão atribuído em 2012 a João Salaviza, em 2016 a Leonor Teles e em 2017 a Diogo Costa Amarante.

O filme é uma “espécie de arqueologia apocalíptica” para entender a origem da melancolia, de acordo com o realizador em declarações à Lusa. “Past Perfect” deriva da peça de teatro “Antes”, de Pedro Penim, na qual Jorge Jácome tinha trabalhado a componente visual.

O realizador reescreveu o texto original, uma conversa entre um dinossauro e um psicanalista, adaptando-o às suas interrogações pessoais e ao contexto cinematográfico.

No programa paralelo do festival de Berlim serão exibidos “A portuguesa”, de Rita Azevedo Gomes, um filme de época que é uma adaptação de um conto de Robert Musil, com argumento de Agustina Bessa-Luís e de Rita Azevedo Gomes, e “Serpentário”, a primeira longa-metragem de Carlos Conceição, sobre “um rapaz que vagueia por uma paisagem africana pós-catástrofe, em busca do fantasma da sua mãe”.

Além disso, “Serpentário” irá competir, com outros 15 filmes, no concurso de primeiras longas-metragens do festival.

No programa paralelo Forum, mas no Forum Expanded, serão exibidas as produções portuguesas “Fordlandia Malaise”, de Susana Sousa Dias, e “A Story from Africa”, de Billy Woodberry.

No European Film Market, um mercado de cinema e audiovisual que acontece durante o festival, será exibida a série de televisão portuguesa “Sul”, que deverá estrear-se este ano na RTP.

Do tipo policial, com dez episódios, a série realizada por Ivo M. Ferreira decorre em Lisboa, em plena crise financeira, e conta no elenco com, entre outros, Adriano Luz, Ivo Canelas, Margarida Vila-Nova, Jani Zhao e Afonso Pimentel.

Edgar Medina, Rui Cardoso Martins e Guilherme Mendonça assinam o argumento.

A série, produzida pela Arquipélago Filmes, foi apresentada no ano passado no mercado de coproduções do festival de Berlim.

Além disso, o projeto “Aurora”, de João Vieira Torres, será exibido no DOC Station do programa paralelo Berlinale Talents, no qual participam também a distribuidora e programadora Susana Santos Rodrigues, o ator Mauro Soares e o realizador Gonçalo Almeida.

Alfa/Lusa.


Opinions des lecteurs

Laisser un commentaire


Rádio Alfa FM 98.6 Paris (On Air)

La radio de la lusophonie et des échanges interculturels de toute l'île de France

Piste actuelle
TITRE
ARTISTE

Background