Fraca presença da Arte portuguesa em França. Situação pode começar a ser revertida com nova estratégia da Gulbenkian

Publié le 13 septembre 2020

Mostra de arte portuguesa na Feira de Paris foi mais fraca do que a anunciada. João Pinharanda, diretor do Instituto Camões, pensa que a fragilidade da presença da arte portuguesa em França vai começar a ser revertida com a anunciada nova estratégia da Fundação Gulbenkian para o setor.

Crónica do também conselheiro cultural da embaixada de Portugal em França para ouvir, na Rádio Alfa, na segunda-feira, 14, alguns minutos das 7, 9, 11, 15, 17 e 19 horas.

Na imagem, o quadro A Partida de Xadrez, de Vieira da Silva, que continua ainda a ser, certamente, a pintora portuguesa com presença mais forte em França:

João Pinharanda:


Rádio Alfa FM 98.6 Paris (On Air)

La radio de la lusophonie et des échanges interculturels de toute l'île de France

Piste actuelle
TITRE
ARTISTE

Background