França e Itália à beira da crise de nervos por causa dos Coletes Amarelos

Publié le 7 février 2019

França chama seu embaixador em Itália a Paris depois de “ataques sem precedentes”. MNE francês considerou “provocação inaceitável” encontro entre vice-PM italiano e “coletes amarelos” franceses.

O ministério francês dos Negócios Estrangeiros deploa as “acusações repetidas” e “declarações ultrajantes” da parte de Roma.

A França chamou o seu embaixador na Itália para consultas face a “uma situação grave” que “não tem precedentes desde o fim da guerra”, anunciou nesta quinta-feira, 7, a porta-voz do MNE.

“O senhor [Luigi] Di Maio, que tem responsabilidades governamentais, deve ter o cuidado de não minar, através das suas repetidas ingerências, as relações bilaterais”, informou o MNE francês. Na véspera, o líder do Movimento Cinco Estrelas manifestara apoio à lista dos “gilets jaunes” para as eleições europeias. “O vento da mudança atravessou os Alpes”, afirmou

“Esta nova provocação é inaceitável entre países vizinhos e parceiros no seio da União Europeia (UE). O senhor Di Maio, que tem responsabilidades governamentais, deve ter o cuidado de não minar, através das suas repetidas ingerências, as nossas relações bilaterais, tanto no interesse da França como da Itália”, acrescentou o Quai d’Orsay.

Na véspera, o líder do movimento italiano Cinco Estrelas reuniu-se com o porta-voz dos “coletes amarelos”, Christophe Chalençon, e com Ingrid Levavasseur, que lidera uma das listas do movimento de protesto antigovernamental francês às eleições de maio para o Parlamento Europeu.


Opinions des lecteurs

Laisser un commentaire

Votre adresse email ne sera pas publiée. Les champs requis sont indiqués avec *


Rádio Alfa FM 98.6 Paris (On Air)

La radio de la lusophonie et des échanges interculturels de toute l'île de France

Piste actuelle
TITRE
ARTISTE

Background