França votou nas municipais mas a crise sanitária é que preocupa os franceses

Publié le 15 mars 2020

França votou nas municipais mas quase só se fala da crise sanitária (Alfa/Expresso)

Por Daniel Ribeiro

Estranha noite eleitoral em França, onde decorreu hoje a primeira volta das eleições municipais.

Deveria ser uma noite de divulgação de resultados e de análise política, mas no país apenas se fala no Covid-19 e na pandemia que atinge o país (cuja gravidade levou aliás Portugal a decidir fechar, a partir de amanhã, 16, todos os seus consulados em França).

Segundo projeções, a abstenção bateu recordes da ordem dos 56% e a hipótese da anulação da segunda volta, prevista para domingo, 22, continua a ser debatida.

Devido á crise sanitária pouca gente parece querer saber quem ganhou ou fica melhor colocado para a segunda volta nas milhares de cidades, vilas e aldeias onde decorreu a votação.

Nos principais canais de informação permanente continua a ser privilegiada a informação sobre o Covid-19 (um último balanço, de ontem, indicava que morreram 91 pessoas em França, que 300 estão internadas em estado grave e que há cerca de cinco mil infetados).

Muitos franceses e comentadores dizem que o Governo e o Presidente Emmanuel Macron foram contraditórios: mandaram os franceses ficar o mais tempo possível em casa, fecharam quase tudo e … não adiaram as municipais.


Rádio Alfa FM 98.6 Paris (On Air)

La radio de la lusophonie et des échanges interculturels de toute l'île de France

Piste actuelle
TITRE
ARTISTE

Background