Homenagem a Aristides Sousa Mendes, em Portugal. Há sempre uma « ovelha ranhosa » que estraga a festa. Opinião

Há sempre uma « ovelha ranhosa » que para estragar a festa.

André Ventura, líder do Chega, votou contra a Homenagem Nacional, no Panteão Nacional, em Portugal, ao antigo cônsul em Bordéus, Aristides de Souda Mendes, « Justo entre as Nações », que já tinha sido homenageado designadamente em Israel, em França e nos Estados Unidos da América.

Crónica de Carlos Pereira, jornalista e diretor do Lusojornal, para ouvir, na Rádio Alfa, na quinta-feira,  às 7h15, 13h15, 16h30 e 19h45.

Ou oula aqui:

 

td-main-content-wrap
Article précédentAl-Hilal de Leonardo Jardim na final da Liga dos Campeões asiática
Article suivantBenfica sofre primeira derrota na ‘Champions’ ao ser goleado pelo Bayern de Munique