Disparou na segunda feira, às 15h20 contra a mesquita de Bayonne, cuja porta de entrada também tinha sido recentemente incendiada. Duas pessoas ficaram feridas e segundo o jornal Sud Ouest também foi incendiado um automóvel.

O suspeito fugiu depois do ataque mas foi preso em casa na localidade de Saint-Martin-de-Seignanx, porque vizinhos da mesquita registaram a matrícula do seu carro.

Claude Sinké confessou ter sido o autor dos disparos.