Internautas portugueses ainda procuram saber o que são as legislativas

No domingo, os portugueses são chamados às urnas para escolher os deputados à Assembleia da República. Deste processo sairá também o próximo primeiro-ministro. Mas será que os eleitores portugueses sabem para que serve esta eleição? A dúvida parece irreal, mas na verdade esta foi a questão mais procurada no Google entre 19 e 26 de janeiro.

Após múltiplos debates nas televisões, nas rádios e muitas entrevistas na imprensa escrita e eletrónica, os eleitores não estão de todo esclarecidos e procuraram no maior motor de busca da internet – Google – respostas para o que aí vem no próximo dia 30 de janeiro.Surpresa ou não, os portugueses recorreram ao Google para aceder a mais informação, comparar propostas e encontrar as respostas para perguntas ou dúvidas sobre as eleições.

A gigante internacional analisou as buscas e questões e, através da ferramenta Google Trends, foi possível perceber o que mais despertou o interesse dos portugueses, seja a nível do país ou por região, entre os dias 19 e 26 de janeiro.

A maioria dos internautas ainda não sabe ao certo o que são as eleições legislativas e para que servem. Quando ultrapassada essa questão, o interesse vira-se para os programas eleitorais, sendo que o Chega é um dos que suscita maior interesse.

Mas se pensa que os portugueses sabem efetivamente o que é a política, a analise da Google diz que ainda há muitos por que não percebem integralmente o que são os partidos políticos.

Quanto à votação em si, a principal preocupação centra-se no local de voto: “onde votar” é a principal questão, seguindo-se “saber onde votar”.

Nesta categoria, surge em terceiro lugar uma questão que deveria ser apenas respondida individualmente e depois de recolhida alguma informação mais personalizada: “em quem votar em 2022?”
Uma pergunta que o Google reencaminha para um conjunto de publicações que podem esclarecer o eleitor ainda indeciso.

Outra das dúvidas que assaltaram os eleitores foi a questão do voto antecipado e como funciona. E nesta lista de perguntas sobre votar, muito embora em menor número, surgiram também perguntas como “o que acontece se ninguém votar em Portugal?” e “o que é preciso para votar pela primeira vez?”.

E se a comunicação social faz sondagens, neste campo virtual fazer uma consulta popular é bem mais fácil. Com os cookies – recolha dos gostos e preferências dos navegadores – a Google Trends chegou à distribuição de interesses dos internautas que, neste período, procuram saber mais sobre as próximas legislativas.Nesta « sondagem », o grande vencedor é o partido Iniciativa Liberal.

Distribuição de interesse em cada partido político (de 19 a 26 de janeiro)

1. Iniciativa Liberal (26%)
2. Chega! (22%)
3. Partido Social Democrata (11%)
4. Partido Socialista (10%)
5. CDS – Partido Popular (10%)
6. Bloco de Esquerda (8%)
7. Coligação Democrática Unitária (6%)
8. LIVRE (4%)

9. Pessoas–Animais–Natureza (3%)
Com RTP.
td-main-content-wrap
Article précédentIndiferença que mata. O caso de um fotógrafo de 80 anos que caiu à noite em Paris e morreu de hipotermia. Ninguém o ajudou. Crónica
Article suivantA Sociedade Portuguesa de Autores distinguiu « Tudo no amor » dos Clã como melhor tema de música popular

Flash Info

Flash INFO

0:00
0:00
Advertising will end in 

Journal Desporto

0:00
0:00
Advertising will end in 

x