O Bayern Munique conseguiu, esta terça-feira, uma ‘esmagadora’ vitória por 7-2 no reduto do Tottenham, com um ‘póquer’ de Gnabry, num primeiro dia da segunda jornada da Liga dos Campeões em futebol em que João Félix também brilhou.

Em Londres, na casa do vice-campeão europeu em título, os bávaros conseguiram uma marca para a história, num jogo que até começaram a perder, mas que já lideravam ao intervalo (2-1), para, depois, ‘cilindrarem’ os ingleses na segunda metade.

Serge Gnabry, de 24 anos, foi a grande figura do jogo, e do dia, ao apontar quatro golos na segunda metade, aos 53, 55, 83 e 88 minutos, ficando um tento do recorde num jogo, do argentino Lionel Messi (2012) e do brasileiro Luiz Adriano (2014).

O primeiro tento dos bávaros foi de Kimmich, aos 15 minutos, e os outros dois do ‘inevitável’ polaco Robert Lewandowski, aos 45 e 87, aumentando para 14 o seu número de golos em 2018/19, três dos quais na Liga dos Campeões.

O Tottenham, primeira equipa inglesa a sofrer sete golos na ‘Champions’, até marcou primeiro, logo aos 12 minutos, pelo sul-coreano Son, mas só voltou a faturar aos 61, quando já perdia por 4-1, por intermédio de Harry Kane, de grande penalidade.

Os bávaros lideram o Grupo B, com seis pontos (10-2 em golos), contra três do Estrela Vermelha, equipa que perdeu por 3-0 em Munique, mas hoje bateu o Olympiacos, de Pedro Martins, por 3-1.

Aos 37 minutos, o central luso Rúben Semedo adiantou os gregos – também com José Sá no ‘onze’, enquanto Podence entrou aos 51 -, mas, Benzia foi expulso aos 58 e, frente a 10, os sérvios viraram o jogo, com tentos de Milos Vulic, aos 62, Nemanja Milunovic, aos 87, e do ganês Richmond Boakye, aos 90.

Os campeões europeus de 1990/91 são segundos, com três pontos, enquanto gregos e ingleses somam um.

No Grupo D, a ‘estrela’ foi João Félix, que se tornou o mais jovem a marcar pelo Atlético de Madrid na ‘Champions’, ao inaugurar o marcador no reduto do Lokomotiv Moscovo, aos 48 minutos, na recarga a um seu remate detido por Guilherme.

Uma dezena de minutos depois, o internacional luso, de 19 anos, voltou a ser determinante no segundo tento dos ‘colchoneros’, com um passe a isolar Diego Costa, que assistiu o ganês Thomas.

O ‘onze’ de Diego Simeone colocou-se na frente do agrupamento, a par da Juventus, que ganhou em casa ao Bayer Leverkusen por 2-0, num embate em que o argentino Higuaín inaugurou o marcador, aos 17 minutos, e Bernardeschi aumentou a vantagem, aos 62.