Marine Le Pen diz nunca ter apelado à violência em manifestação em Paris

Publié le 24 novembre 2018

A líder do partido de extrema direita francês União Nacional, Marine Le Pen, declarou hoje que “nunca apelou a qualquer violência”, após as acusações do ministro do Interior na sequência de confrontos na manifestação dos “coletes amarelos” em Paris.

“Eu perguntei ao Governo na sexta-feira as razões pelas quais os ‘coletes amarelos’ não se podiam manifestar nos Campos Elísios. Nunca apelei, evidentemente, a qualquer tipo de violência”, afirmou Marine Le Pen, líder da União Nacional (ex-Frente Nacional).

O ministro francês do Interior atribuiu hoje responsabilidades à líder de extrema direita Marine Le Pen pelos distúrbios nas manifestações dos “coletes amarelos” na zona dos Campos Elísios, no centro de Paris, cidade onde estão cerca de 8.000 manifestantes”.

O ministro do Interior francês alertou hoje para uma “mobilização da extrema direita” entre os cerca de 5.000 manifestantes nos Campos Elísios, em Paris, onde as forças de segurança lançaram hoje gás lacrimogéneo e um camião de água para tentar travar “coletes amarelos”.

Castaner atribuiu responsabilidade a Marine Le Pen pelos distúrbios, recordando que, através da rede social “Twitter”, a líder de extrema direita apelou aos manifestantes para se dirigirem aos Campos Elísios, apesar da proibição expressa de se concentrarem nessa avenida da capital francesa.

Os “coletes amarelos” são um movimento cívico à margem de partidos e sindicatos, criado nas redes sociais e alimentado pelo descontentamento da classe média-baixa, tendo surgido inicialmente como protestos contra o aumento dos combustíveis, mas alargando o descontentamento em relação a várias medidas do Presidente Emmanuel Macron.

Alfa/Lusa.


Opinions des lecteurs

Laisser un commentaire


Rádio Alfa FM 98.6 Paris (On Air)

La radio de la lusophonie et des échanges interculturels de toute l'île de France

Piste actuelle
TITRE
ARTISTE

Background