Morreu Fernando Graça, antifascista, ex-emigrante em França, onde teve uma galeria de arte e um restaurante-galeria

Publié le 3 août 2020

Fernando Graça, antigo militante da LUAR, antifascista, exilado e ex-emigrante na Suíça e em França, faleceu este domingo, 2 Agosto, às 14 horas, num hospital em Évora.

A notícia foi dada à Rádio Alfa por amigos dele e por uma das suas duas filhas.

Fernando Graça nasceu a 23.06.1951 em São Mansos, Évora, e sofria há alguns anos de uma doença grave.

Em Paris dirigiu designadamente uma galeria de arte junto à Place des Vosges.

Nos últimos anos foi proprietário de um pequeno restaurante-galeria, o Paris-Lisbonne (cujo primeiro nome foi Duplicata), perto da Praça da Bastilha, igualmente em Paris.

Neste último espaço, que tinha uma decoração muito original e com bom gosto, ligada a Portugal e ao 25 de abril, organizou diversas exposições, tertúlias e sessões com debates culturais e políticos muitos deles ligados a Portugal.

Devido à doença, decidiu ir viver há menos de dois anos para Évora.

Era membro da maçonaria, em França.

Foi meu amigo pessoal e tinha duas filhas e um filho. A mulher, francesa e médica, também faleceu há poucos anos em Paris.

A Rádio Alfa apresenta à família de Fernando Graça as mais sentidas condolências.

O funeral de Fernando Graça é hoje, às 14h, em Évora.

 

Fernando Graça, à esquerda, no Paris-Lisbonne, com Daniel Ribeiro (autor desta pequena e triste notícia).

Fernando Graça, à direita, com amigos no Paris-Lisbonne – entre eles, alguns dirigentes do PS em França, Nathalie de Oliveira e Aurélio Pinto. E ainda Daniel Ribeiro

Foto de uma parte do interior do Paris-Lisbonne (foto Daniel Ribeiro)

 

 


Rádio Alfa FM 98.6 Paris (On Air)

La radio de la lusophonie et des échanges interculturels de toute l'île de France

Piste actuelle
TITRE
ARTISTE

Background