Português assassinou mulher e filho na Suíça por não aceitar separação

Publié le 26 avril 2018

A não aceitação da separação está na origem do crime perpetrado por um cidadão português que assassinou a mulher e o filho na quarta-feira, em Payerne, centro-oeste da Suíça, revelou a edição eletrónica da Gazeta Lusófona.

O emigrante português, de 49 anos, também não aceitou bem o facto de a mulher, de 42 anos, ter saído de casa com os filhos, um de 18 e outro de 13, para viver num apartamento junto à estação ferroviária de Payerne.

A separação, no seio da família portuguesa, ocorreu há cerca de mês e meio.

Os corpos da mulher e do filho, de 18 anos, foram encontrados no piso do apartamento onde residiam há pouco mais de um mês.

De acordo com a Gazeta Lusófona, o homem, que se entregou à polícia durante a madrugada de hoje, após uma negociação que se estendeu por cinco horas, tinha licença de porte de arma na Suíça.

O português rendeu-se às autoridades policiais sem ter oferecido resistência, noticiou por seu lado o jornal suíço 20 Minutes.

O homem colocou-se em fuga após ter morto a tiro os dois familiares, no prédio onde a família residia em Payerne, no final da tarde de quarta-feira.

De acordo com a edição eletrónica do jornal suíço, os dois corpos foram encontrados no piso do apartamento em que a família residia.

Depois do alerta, a polícia retirou todos os locatários do prédio e cercou o edifício, na tentativa de encontrar o homicida, apurando-se depois que já não estava no interior.

De acordo com moradores do prédio, as discussões na residência eram frequentes.

 

Alfa/Lusa.


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Dernière Flash Info

Info | 24/05/2018 18:00:00

BONS PLANS

Radio Alfa FM 98.6 Paris (On Air)

La radio de la lusophonie et des échanges interculturels de toute l'île de France

Piste actuelle
TITRE
ARTISTE

Background