Rei Juan Carlos não se exilou em Portugal, mas sim na República Dominicana, via Porto – Imprensa espanhola

Afinal, o rei emérito Juan Carlos não estará no Estoril após abandonar Espanha.

Monarca espanhol que passou parte da infância e início de idade adulta no Estoril, com a família, terá passado pelo Porto e seguido daí para a República Dominicana, segundo jornais espanhóis.

A notícia de que ele estaria em Portugal foi avançada ontem à noite pelo jornal Correio da Manhã e outros media portugueses. Mas logo a seguir a imprensa espanhola avançou que a viagem ocorreu no fim de semana, e teve escalas em Sanxenxo, na Galiza, e no Porto, antes do destino final de Santo Domingo, na República Dominicana, segundo resume o Expresso.
 
Juan Carlos

Juan Carlos comunicou ao filho, que lhe sucedeu no trono, a intenção de abandonar Espanha e instalar-se (exilar-se) noutro país.

A decisão do monarca foi aceite por Filipe V, devido a escândalos do passado que envolveram o monarca e estavam a prejudicar a imagem da monarquia em Espanha.

Na origem da decisão está designadamente a repercussão pública de escãndalos das investigações sobre os alegados fundos em paraísos fiscais. Juan Carlos teria criado uma « offshore » através de uma doação de 65 milhões de euros da Arábia Saudita.

“A minha decisão foi ponderada e decidi sair da Espanha neste momento”, anunciou o ex-chefe de Estado por quase quatro décadas e que agora ocupa as primeiras páginas da imprensa mundial com os seus negócios com fundos em paraísos fiscais e contas na Suíça.

Antes de se exilar, o rei emérito enviou uma carta ao filho,  rei Filipe VI, em que dá conta da sua decisão de sair do país “imediatamente”. A carta foi tornada pública ontem, segunda-feira, pela Casa Real espanhola.

Na missiva, Juan Carlos refere-se às polémicas em que tem visto o seu nome envolvido – e às investigações em curso – como “certos acontecimentos passados da minha vida privada”.

td-main-content-wrap
Article précédentLesados exigem hoje no Porto devolução da totalidade das poupanças no BES
Article suivantPortugal: Mais de 24 mil hectares arderam nos primeiros sete meses do ano