« Se possível adiem a ida a Portugal na Páscoa » – Berta Nunes (entrevista)

Devido às medidas muito restritivas que estarão em vigor – e serão reforçadas – em Portugal durante o todo o período da Páscoa, a secretária de Estado das Comunidades, Berta Nunes, aconselha os portugueses que residem fora de Portugal a – « se possível » adiarem a viagem a Portugal nesse período.

Em entrevista exclusiva à Rádio Alfa, Berta Nunes evoca as restrições importantes impostas à circulação em todo o país durante toda a semana da Páscoa, diz que as reuniões de família e de amigos são proibidas e fala na necessidade de testes negativos sobre o covid, o que eventualmente colocará ainda dificuldades suplementares aos portugueses nas fonteiras terrestres com Espanha e nos aeroportos.

Na entrevista à Rádio Alfa, Berta Nunes, fala ainda sobre o « certificado verde », em estudo para circular nos próximos meses na Europa, e na situação – « que está a ser acompanhada » – dos desempregados portugueses que trabalham no setor da hotelaria em Lourdes, em França.

Ouça aqui a entrevista de Berta Nunes ao jornalista da Alfa, Ricardo José, realizada na tarde de quarta-feira, 24:

 

Jornalista Ricardo José:

Leia aqui mais informações sobre a circulação em Portugal durante estes 11 dias de « exceção » na Páscoa:

Páscoa. Turistas e emigrantes com reservas em hotéis podem circular em Portugal

Turistas estrangeiros ou emigrantes podem deslocar-se entre concelhos para irem aos hotéis durante a semana da Páscoa. Cidadãos residentes em Portugal estão proibidos – informa o jornal Expresso.

Secretária de Estado do Turismo esclarece dúvidas levantadas pela associação  Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) sobre regras para alojamentos e restaurantes com o plano de desconfinamento.

Por exemplo, restrições de circulação entre concelhos não se aplicam aos portugueses que se queiram deslocar às regiões autónomas da Madeira e dos Açores, informa o jornal.

« Estrangeiros, emigrantes ou residentes na Madeira e nos Açores poderão, no período da Páscoa, circular entre concelhos no continente português para se deslocarem a hotéis ou estabelecimentos de alojamento local onde tenham feito reserva, mas esta regra não se aplica aos portugueses com residência no território nacional », escreve o Jornal.

 

 

td-main-content-wrap
Article précédentManuel do Nascimento e a Batalha de la Lys. “O 9 de Abril de 1918 foi um desastre?”. Crónica
Article suivantPortugal bate Azerbaijão com autogolo na estreia na corrida ao Mundial2022