Três detidos na investigação à morte de funcionária da polícia francesa

Três detidos na investigação à morte de uma funcionária da polícia francesa esfaqueada por um homem que foi morto a tiro pelas autoridades, na esquadra de Rambouillet, perto de Paris.

 

facebook sharing button
twitter sharing button

 

As três pessoas detidas têm ligações com o agressor, Jamel G., um tunisino de 36 anos, que é desconhecido das autoridades francesas e que estava em território francês de forma ilegal.

A polícia continua as investigações e fez buscas, uma delas na casa do agressor.

A funcionária foi atacada na esquadra de polícia de Rambouillet, cerca de 45 quilómetros a sudoeste de Paris, não sendo conhecido ainda o motivo do agressor, mas suspeita-se de que se tratou de um ataque terrorista.

Assassino terá gritado « deus é grande » em árabe no momento do ataque.

A brigada antiterrorista do Ministério Público está a investigar o caso.

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, e o ministro do Interior, Gérald Darmanin, já mostraram interesse pelo caso, dizendo que pretendem prestar o seu apoio aos agentes da esquadra de Rambouillet.

td-main-content-wrap
Article précédentCovid-19/Portugal. Números mantêm-se estáveis. Mais 1 morto e 506 infetados em 24h
Article suivantOperação comercial “Olá Portugal” nos hipermercados Carrefour de França