A fraca implantação da arte portuguesa em França e a forma de começar a reverter a situação. Crónica

Publié le 15 septembre 2020

João Pinharanda, diretor do Instituto Camões, pensa que a fragilidade da presença da arte portuguesa em França, realçada recentemente na feira Art Paris, vai começar a ser revertida com a anunciada nova estratégia da Fundação Gulbenkian para o setor.

“Esta é uma situação que a nova estratégia da Fundação Calouste Gulbenkian, através da sua delegação em Paris, poderá ajudar a reverter apoiando de modo explicito a presença de artistas portugueses em prestigiadas instituições francesas”, refere o também conselheiro cultural da embaixada em França.

Recorde-se que, como já anunciámos anteriormente na Rádio Alfa,  a Fundação Gulbenkian atribuiu 125.000 euros a 8 propostas de exposição de artistas ou temas portugueses para a temporada de 2020-2021.

Ouça aqui a última crónica de João Pinharanda:

 


Rádio Alfa FM 98.6 Paris (On Air)

La radio de la lusophonie et des échanges interculturels de toute l'île de France

Piste actuelle
TITRE
ARTISTE

Background