Escritor francês diz que é incapaz de amar uma mulher de 50 anos. “Prefiro os corpos de mulheres mais jovens”

Publié le 8 janvier 2019

Chama-se Yann Moix, é escritor e apresentador francês (TV) e gerou indignação nas redes sociais, sobretudo entre as representantes do sexo feminino. Tudo porque para ele, que tem 50 anos, as mulheres da sua idade já são velhas e, por isso, “invisíveis”.

O escritor e realizador francês, Yann Moix diz que não é capaz de amar mulheres com 50 anos, porque, para ele, já são velhas. “Elas são invisíveis. Eu prefiro os corpos de mulheres mais jovens. É tudo. Um corpo de uma mulher de 25 anos é extraordinário. O corpo de uma mulher de 50 anos não é de todo extraordinário”. As declarações polémicas foram ditas por Moix numa entrevista à revista Marie Claire e despertaram a revolta de algumas representantes do sexo feminino nas redes sociais.

Curiosamente, Yann Moix tem 50 anos, mas não se vê a amar uma mulher da sua idade. “Quando tiver 60 serei capaz”, afirmou o escritor galardoado com vários prémios, entre os quais o Goncourt pelo seu primeiro romance.

As declarações polémicas deste autor continuam ao longo da entrevista. Diz, por exemplo, que prefere mulheres asiáticas, principalmente coreanas, chinesas e japoneses. “É provavelmente triste e redutor para as mulheres com quem saio, mas o tipo asiático é suficiente rico, grande e infinito para eu não ter vergonha”.

Afirmações que inflamaram as redes sociais, com mulheres – e homens também – a condenar o escritor e realizador francês. Uma jornalista francesa não teve pudores em mostrar o rabo que diz ser de uma mulher com 52 anos como reação às declarações de Yann Moix.

“Muito elegante, Yann Moix. Muito elegante. Mas como a estupidez e a vulgaridade não têm idade, é reconfortante no caso dele e duvido que muitas mulheres queiram”, atirou Olivia Gregoire, deputada francesa, que foi porta-voz do movimento La République en Marche, do presidente francês Emmanuel Macron.

A antiga primeira dama, Valérie Trierweiler – foi companheira de François Hollande, presidente francês entre 2012 e 2017 – também decidiu ter uma posição perante as palavras de Yann Moix e reagiu nas redes sociais ao dedicar a Moix esta imagem:

Depois da entrevista e de toda a polémica que suscitou, o escritor não retirou uma vírgula ao que disse. Pelo contrário. Assume a 100% a opinião que expressou sobre as mulheres de 50. “Não somos responsáveis por gostos ou inclinações”, justificou Moix à rádio RTL. Adiantou ainda que não tem de “responder perante um tribunal do gosto”.

Da polémica não se livra, numa altura em que está a promover o seu novo romance, “Rompre”.

Alfa/Diário de Notícias/RTL.

 


Opinions des lecteurs

Laisser un commentaire


Rádio Alfa FM 98.6 Paris (On Air)

La radio de la lusophonie et des échanges interculturels de toute l'île de France

Piste actuelle
TITRE
ARTISTE

Background