Espaço : China quer revelar o lado oculto da Lua

REUTERS /MUHAMMAD HAMED

« O lançamento é um passo chave para que a China atinja o seu objetivo, de ser o primeiro país a enviar uma sonda para aterrar no lado mais longínquo da Lua », afirmou o responsável pelo lançamento.

A China lançou esta segunda-feira um satélite de retransmissão para assegurar a comunicação com a sonda lunar Chang’e-4, que será lançada em breve, para explorar o lado oculto da Lua.

O satélite Queqiao foi transportado por um foguetão Longa Marcha-4C, a partir do centro de lançamento de satélites Xichang, no sudoeste da China, informou a agência noticiosa oficial Xinhua, que cita a Administração Nacional Espacial da China.

Vinte e cinco minutos após o lançamento, o satélite separou-se do foguetão e entrou em órbita.

Cientistas e engenheiros chineses esperam que o Queqiao sirva para os controladores comunicarem com o Chang’e-4, a sonda que no final do ano deve aterrar no lado da Lua não visível da Terra.

A sonda irá aterrar na bacia do polo Sul lunar Aitken.

Está previsto que o satélite, que pesa uns 400 quilos, opere durante os próximos três anos.

Em 2013, a China conseguiu aterrar uma sonda espacial na Lua, pela primeira vez, numa proeza só realizada até então pela Rússia e pelos Estados Unidos. Até agora, realizou cinco missões tripuladas, a primeira em 2003 e a mais recente em 2013, enviando para o espaço dez astronautas (oito homens e duas mulheres).

O país prevê iniciar, em 2019, a construção de uma estação espacial, que deverá estar concluída em 2022, e terá presença permanente de tripulantes.

Alfa/DN/Lusa

 

td-main-content-wrap
Article précédentAves bate Sporting, conquista Taça de Portugal pela primeira vez e agrava crise em Alvalade
Article suivantFrança: Restos mortais de Maëlys de Araújo vão ser entregues aos pais. Autópsia terminou