Férias. Reservas de britânicos para Portugal aumentaram 723% depois de levantada a obrigação de quarentena

Algarve 03/06/2010 - Turismo em fim de semana prolongado no Algarve Fim de semana prolongado, com bom tempo no Algarve, mas poucos turistas. Na Foto: Praia dos Pescadores, Albufeira ALGARVEPHOTOPRESS / Global Imagens Turismo em fim de semana prolongado no Algarve

Britânicos já reservam Algarve até outubro

« Reservas até outubro aumentaram até 47% no alojamento local na semana passada. Preço dos bilhetes de avião dispara e as low-cost aproveitam » informa o Jornal de Notícias de hoje.

De acordo com este diário português, « as reservas de viagens de britânicos para Portugal aumentaram 723% desde que o Reino Unido levantou a obrigatoriedade de quarentena, na passada quinta-feira. Os bilhetes de avião para Faro subiram entre 400% e 1250% e a Ryanair já reagiu com o aumento de frequências. As reservas dispararam até 47% no alojamento local e a hotelaria algarvia sentiu o aumento da procura já para setembro e outubro.

O JN acrescenta: « O On The Beach(OTB) é um dos maiores operadores britânicos de férias de praia, com mais de 20% de quota de mercado (e a crescer, com a falência da Thomas Cook, que era o maior operador no Algarve) e revelou, ao JN, que, nos últimos quatro dias, houve « um aumento de 723% nas reservas para Portugal, em comparação com os dias que antecederam o anúncio do Governo do Reino Unido. Muitos aproveitaram as ofertas de última hora, mas « 72% das reservas dos últimos quatro dias são para partidas em setembro e em outubro ».

Pelo seu lado, o Expresso indica que o Algarve está a beneficar « de desvios de turistas que planeavam dirigir-se para destinos concorrentes como Espanha, França e Croácia, com a decisão do Reino Unido em abrir um corredor aéreo com Portugal, sem os britânicos terem de cumprir quarentenas ao regressar a casa »

td-main-content-wrap
Article précédentCovid-19/França. Novo aumento de casos: 3.304, em 24h. Mais 22 mortos nos hospitais
Article suivant‘Startup’ francesa constrói fábrica de mosquitos para combater dengue na Austrália