Líder da oposição na Rússia, Alexei Navalny, hospitalizado e em estado grave por suspeitas de envenenamento

Líder da oposição na Rússia, Alexei Navalny, hospitalizado e em estado grave por suspeitas de envenenamento. O principal opositor do Presidente russo Vladimir Putin sentiu-se mal durante um voo quando regressava a Moscovo proveniente de Tomsk, uma cidade na Sibéria.

Foto SERGEI ILNITSKY/EPA

Alfa/Lusa

O dirigente da oposição russa, Alexei Navalny, de 44 anos, foi hospitalizado esta quinta-feira por suspeitas de envenenamento e está sob tratamento intensivo, disse a sua porta-voz numa mensagem publicada na rede social Twitter.

O principal opositor do Presidente russo Vladimir Putin sentiu-se mal durante um voo quando regressava a Moscovo proveniente de Tomsk, uma cidade na Sibéria, disse Kira Yarmysh.

O avião fez uma aterragem de emergência em Omsk, na Sibéria, devido ao agravamento do estado de saúde de Navalny.

Segundo a porta-voz, Kira Yarmysh, « Alexei foi envenenado, intoxicado » e « agora está nos cuidados intensivos » no hospital de Omsk, na Sibéria.

« Achamos que Alexei foi envenenado com algo misturado no chá. Ele não bebeu mais nada esta manhã », disse, acrescentando que « os médicos relataram que o veneno foi rapidamente absorvido pela bebida quente « .

O político está em estado grave, informou a agência de notícias estatal russa Tass, citando o médico-chefe do hospital.

No ano passado, Navalny foi levado às pressas da prisão para um hospital, onde cumpria pena após uma prisão administrativa, com o que a sua equipa disse ser suspeita de envenenamento.

Na altura os médicos disseram que ele teve um grave ataque alérgico e mandaram-no de volta para a prisão no dia seguinte.

Principal opositor a Vladimir Putin, o advogado, cujas publicações anticorrupção são amplamente compartilhadas nas redes sociais, já sofreu ataques no passado.

td-main-content-wrap
Article précédentLiga dos Campeões. Bayern na final depois de bater o Lyon em jogo que adormeceu Lisboa
Article suivantGoverno facilita condições de acesso dos emigrantes ao ensino superior