Morreu o fadista Carlos do Carmo

Publié le 1 janvier 2021

Morreu o fadista Carlos do Carmo. A notícia foi inicialmente publicada pelo Expresso, em Portugal.

 

O músico morreu na manhã desta sexta-feira, no hospital de Santa Maria, em Lisboa, onde tinha dado entrada ontem com um aneurisma.

A muito triste notícia foi confirmada ao Expresso por fonte próxima do cantor, informava o jornal. Depois, a sua morte foi confirmada por membros da sua família.

O fadista, de 81 anos, tinha muitos amigos na Rádio Alfa, designadamente era grande amigo pessoal do comendador Armando Lopes, presidente da nossa rádio. Apresentou-se e atuou aliás diversas vezes nas nossas instalações e na nossa festa.

Toda a nossa Rádio fica de luto com esta inesperada notícia e apresenta as mais sentidas condolências à família e amigos. Foi ele que inaugurou a nossa sala Vasco da Gama, onde também atuou, claro.

O desaparecimento de Carlos do Carmo é uma perda enorme para a cultura portuguesa. Foi um fadista de grande dimensão, uma grande figura da cultura portuguesa e um homem ímpar.

O fadista, que nasceu em 1939 e eternizou canções como “Lisboa, menina e moça”, “Um homem na cidade”, “Os putos”,  entre muitas outras, tinha feito 81 anos no dia 21 de dezembro.

“No início de 2019, anunciou pôr fim à carreira, que já contava com mais de meio século de existência. Mas o anúncio não o desviava de encher uma última vez os dois coliseus, do Porto e de Lisboa, com concertos de despedida”, escreve o Expresso.

É uma figura histórica do Fado e da cultura portuguesa que desaparece. Era um homem encantador e excecional.

 

CARLOS DO CARMO – CANOAS DO TEJO


Rádio Alfa FM 98.6 Paris (On Air)

La radio de la lusophonie et des échanges interculturels de toute l'île de France

Piste actuelle
TITRE
ARTISTE

Background
Powered by Live Score & Live Score App