Vítimas/Atentado/Nice: Duas mulheres, uma delas brasileira, e um antigo sacristão da basílica

Publié le 30 octobre 2020

Duas mulheres, uma delas brasileira, e um antigo sacristão da basílica: as vítimas do ataque em Nice.

 

Alfa/Lusa/Expresso

Uma das vítimas é Vincent Loqués, um homem de 55 anos que trabalhou durante uma década na Basílica de Notre-Dame de Nice, onde se deu o ataque de quinta-feira. A outra, uma mulher de 44 anos e nascida no Brasil, vivia em França há 30 anos. Trabalhava como cuidadora de idosos. Sobre a terceira pouco se sabe, a não ser que era mulher, tinha 60 anos, e dirigira-se à basílica para rezar.

Um homem de 55 anos que tinha dois filhos e trabalhou, em tempos, na Basílica de Notre-Dame de Nice, e uma mulher brasileira, mãe de três filhos, que vivia em França há várias décadas. Até ao momento, é isto que se sabe sobre duas das três vítimas do ataque ocorrido na quinta-feira, na referida basílica.

Três pessoas perderam a vida, uma delas uma senhora de 60 anos degolada no interior da basílica. O agressor, um tunisino de 21 anos que chegou a França no dia 9 de outubro, vindo de Itália, foi detido pela polícia e ferido a tiro com gravidade, tendo sido transportado para o hospital.

De acordo com o britânico “The Guardian”, Vincent Loqués, o homem de 55 anos que foi degolado, era católico e foi sacristão durante dez anos na basílica da cidade. Ali, também tinha como funções receber visitantes e devotos.

A mulher de cidadania brasileira chamava-se Laura Male e tinha 44 anos, segundo o site do jornal “O Globo”; foi esfaqueada várias vezes dentro da igreja e tentou esconder-se num bar ali perto, mas acabou por morrer. Terá dito a quem a socorreu, antes de morrer, “diga aos meus filhos que eu os amo”. A vítima nasceu em Salvador, capital do estado da Baía, no Brasil, e vivia em Paris há 30 anos, onde trabalhava como cuidadora de idosos.

O Governo brasileiro confirmou a morte de “uma mulher brasileira de 44 anos, mãe de três filhos e residente em França”, num comunicado divulgado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros. Não se sabe se também teria nacionalidade francesa.

No caso da terceira vítima não há informações tão detalhadas. Sabe-se apenas que se tratava de uma mulher de 60 anos que se dirigiu à basílica, na quinta-feira, para rezar. Segundo fontes policiais, citadas pelo “Guardian”, foi degolada, tendo o agressor, aparentemente, tentado decapitá-la.

AUTORIDADES PRENDEM SUSPEITO DE TER CONTACTADO COM ATACANTE

As autoridades francesas detiveram esta sexta-feira um homem suspeito de ter contactado com o autor do ataque. A informação, segundo vários meios de comunicação internacionais, terá sido avançada por um fonte judicial.

Segundo esta fonte, o homem, de 47 anos, é suspeito de ter mantido contacto com o agressor e foi levado sob custódia policial na noite de quinta-feira.

O ataque ocorreu poucos dias depois da morte de um professor de 47 anos numa escola em Conflans-Sainte-Honorine, nos subúrbios de Paris. Samuel Paty foi decapitado por um refugiado de origem russa chechena por ter mostrado caricaturas do profeta Maomé no início de outubro, em duas aulas sobre a liberdade de expressão.

Ambos os ataques foram condenados, também esta sexta-feira, pela alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos. “Condeno veementemente os hediondos assassínios de três seres humanos inocentes – incluindo duas mulheres – que ocorreram em Nice ontem [quinta-feira], bem como o horrível assassínio do [professor de francês] Samuel Paty há duas semanas”, disse Michelle Bachelet num e-mail enviado à agência de notícias AFP.

Bachelet pediu ainda aos líderes políticos e religiosos que denunciem “rapidamente” o discurso de ódio. “Os líderes políticos e religiosos, assim como os media, não devem apenas evitar incitar a violência, hostilidade ou discriminação, mas também se devem expressar firmemente e rapidamente contra o discurso de ódio.” A violência, acrescentou, “não pode ser justificada por uma provocação prévia”.


Rádio Alfa FM 98.6 Paris (On Air)

La radio de la lusophonie et des échanges interculturels de toute l'île de France

Piste actuelle
TITRE
ARTISTE

Background
Powered by Live Score & Live Score App